sábado, 2 de abril de 2011

Crianças Especiais


Existe algo mais encantador do que o sorriso de uma criança? Ou argumento mais convincente do que o beicinho anunciando "eu vou chorar..."? Tem algo mais contagiante do que aquela risada gostosa que só ela sabe dar? São seres angelicais, desprovidos de toda e qualquer malícia ou maldade. Observam o mundo com o olhar inquisidor de quem quer entender o que estão vendo... ou ouvindo. Retribuem o carinho que recebem com um abraço gostoso e sincero.


Algumas delas, entretanto, chegam com uma característica a mais, algo que as outras não têm. Os adultos criaram uma classificação para elas: crianças especiais. Discordamos desse nome, porque, por menos que se tenha a intenção, fica, sempre, a conotação de que são diferentes, menos angelicais do que as demais. Talvez por isso tenham passado a chamá-las de crianças portadoras de necessidades especiais. Com isso nós concordamos. Elas simplesmente precisam de nossa compreensão, para entender que nós é que temos que nos adaptar às suas características individuais, dedicando-lhes o mesmo carinho, o mesmo amor e proteção, para que possam crescer e desenvolver suas qualidades e aptidões, garantindo-lhes as mesmas orientações e oportunidades que uma criança recebe. Quantas vezes percebemos o comportamento receoso e inseguro de um adulto diante de um desses anjos, sem saber exatamente como se comportar... Não temos mais lugar em nosso tempo para essa incompreensão!


Basta dedicar-lhes a mesma atenção, olhar e sorrir para elas naturalmente, incentivá-las em seus esforços de se comunicarem com o mundo, como fazemos com qualquer criança. Elas retribuem com o mesmo sorriso sincero, com a mesma risada gostosa, com o mesmo abraço afetuoso.

Sabe por quê? Porque são portadoras da necessidade que transforma a criança de hoje no adulto especial de amanhã: AMOR!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...