segunda-feira, 4 de julho de 2011

Felicidade



Todo homem busca a felicidade. Todos procuram realizar-se na busca do amor.

Mesmo quando o homem erra, pelos caminhos tortuosos da viciação e do desequilíbrio, ele obedece ao impulso da busca constante da felicidade. Ocorre que ele se desviou do caminho correto, errando em suas decisões ou poções. Algum dia entenderá que a felicidade almejada e não encontrada nas fugas da realidade é produto do equilíbrio interior e somente dentro de si é que a encontrará.

Vemos como a multidão de seres passa a vida inteira na incessante busca de um amor que signifique felicidade.

Procuram por toda parte e gastam tempo precioso e energia nas aquisições passageiras, na troca de parceiros ou nas aventuras menos dignas, refugiando-se várias vezes na vida tumultuada da saciedade dos prazeres.

Buscam em vão. Procuram encontrar.

Acontece que a felicidade não é um produto fabricado pelo homem, nem vendido nos bares da vida.

A felicidade completa ainda não é própria dos mundos inferiores. Mas a procura por essa felicidade verdadeira começa e termina sempre dentro de cada um. Muita gente perde o seu tempo procurando a felicidade fora de si.

O espiritismo vem trazer ao homem o conhecimento das leis da vida e convidá-lo à busca da realização e da realidade íntima.

Se o mundo não oferece bases para a felicidade legítima, procura por ela dentro de ti, na superação das dificuldades íntimas, pelo esclarecimento de ti mesmo e pela dedicação à vida do próximo. Somente quando o homem aprender a amar sem exigir retorno é que ele será realmente feliz. Aquele que ama realiza-se na felicidade de amar.

Alguém diz: “Não sou feliz, ninguém me ama”Nós dizemos: “Ame-se e ame alguém sem trocas, sem esperar retorno, e a felicidade nascerá em teu coração, iluminando tua existência”

Só somos felizes à medida que amamos e só amamos verdadeiramente à medida que libertamos esse amor dos limites estreitos de nossas vidas e abraçamos a vida alheia, obedecendo ao divino impulso da caridade.

“Bem-aventurados os pobres de espírito.”

~ Mateus 5:3 ~


Trecho do Livro: Serenidade - Uma terapia para a alma
de Robson Pinheiro pelo espírito Alex Zarthú

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...