quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Credores à Porta







Convence-te de que ninguém cruza contigo os seus passos em vão.

Quem, de uma forma ou de outra, se vincula a ti afetivamente é companheiro de pregressas existências, que agora te procura na condição de algoz ou benfeitor.

Aproveita, pois, a ensancha que a Vida te oferece, a fim de resgatar as tuas dívidas de amor para com aqueles que desprezaste.

Mesmo que te surjam psicologicamente desfigurados, a exigir-te constantes demonstrações de paciência e carinho, não deixes passar para com eles a tua oportunidade de reconciliação.

Muitos se te apresentam da exata maneira que os fizeste ser ou, no mínimo, concorreste para que assim se lhes plasmasse a personalidade difícil.

Os credores do Espírito que te batem à porta, encontrando-te o endereço na atual encarnação, trazidos pela mão de alguém a quem deste extremado carinho, são questões pendentes que deixaste no passado, supondo-as esquecidas.

Quem, à margem de tua família consanguínea, aparece e se demora ao teu lado por estorvo à paz que almejas, emergindo aparentemente do nada, não é obra caprichosa do acaso.

Deus te abençoe!


Irmão José
(Psicografia de Carlos A. Baccelli)





LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...