domingo, 18 de setembro de 2011

Janelas da Vida





Abre a janela do teu coração e deixa a alma arejar!
Sabes, aquele cheiro de mofo de sonhos
que envelheceu e tu nem te deste conta?
Deixa que o vento leve para longe...
Livra-te também de toda a mágoa e o rancor,
faze uma boa limpeza na vidraça da janela do coração.
Garanto que enxergarás melhor a vida lá fora...
Deixa a luz inundar tudo, apagar as marcas das decepções,
 as tristezas das derrotas, o vicio de sofrer por sofrer e,
acima de tudo, permite que o sol derreta o gelo da solidão...

 

Apaixona- te por um sorriso e sorri junto,
 ilumina as janelas dos olhos, atrai beija-flores,
borboletas, vaga-lumes ...
Ama a pessoa que o espelho reflete todas as manhãs...
Escancara a janela dos desejos e esbanja sonhos!
Ninguém sonha em vão, e também não é verdade 
que os sonhos fogem,
as pessoas é que desistem, e eles morrem...
Alicerça teus desejos com bases sólidas e constrói, dia a dia,
degraus para chegares até a tua meta.
Depois, aplaude-te porque conseguiste !
Nisso reside o prazer...



Não permite que nenhuma sombra pesada cubra o sol,
que nenhuma parede aprisione o vento e cale o som da vida.
Jamais te transformes em órfão da luz...
Desenha um horizonte além da tua janela,
exagera nas cores e entremeia alegria entre folhas.
Floresce todos os campos que tua vista alcança
 e, depois, vai além muito além...
Expõe na janela toda a alegria de viver,
mostra ao mundo um rosto luminoso,
 uma face sem rugas de preocupações,
prontinha para ser acariciada e admirada.


Amplia a essência da ternura, semeia um gesto,
uma frase doce ou um suspiro.
Seguramente alguma alma comovida escutará
 e devolverá o eco da tua voz...
Desvia teu olhar das coisas tristes e infelizes,
transforma em oásis toda a aridez que aparecer,
joga venturas e aventuras em abundância,
 através da tua janela...
Espalha poeira dourada de sonhos além da janela,
planta flores e colhe encantamento.
Permite que as sementes da felicidade se
 espalhem e contaminem toda a terra...


Refaze tuas crenças, redime equívocos, culpas,
regenera erros e falhas, distribui perdão.
Valoriza o melhor de cada pessoa e,
 principalmente, o melhor que existe em ti...
Abre a janela da vida e sê pleno em cada coisa,
 ainda que pareça pequena.
Vive a forma adulta de ser criança,
debruça-te na janela e não olhes, simplesmente,
 a vida passar através dela...
Viva!

(Lady Foppa)


Colaboração: Maria José (Zezé)



LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...