quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Vida e Palavra







"Palavras, o vento leva", 
O verbo seria nada, 
Cinza dispersa na estrada, 
Se fosse o que o povo diz. 
Mas a verdade é que, às vezes, 
Uma frase quase à-toa 
Pode fazer a pessoa 
Tão feliz quanto infeliz. 

Pela expressão se revelam 
As linhas do pensamento... 
Agora, é um simples acento, 
Depois, é força real. 
Segundo a intenção que a dita, 
Configura, mais além, 
A luz que nasce do bem 
Ou a treva que nasce do mal. 

Onde estiveres, não fales 
Algo que fira ou deprima, 
Conserva-te sempre acima 
De toda perturbação; 
Onde a discórdia apareça 
E onde a vida se degrade 
Falando, estende a bondade 
Por bênção de contenção. 

Usa a conversa, plantando 
Correção e gentileza, 
Observa a Natureza 
Em todo e qualquer lugar; 
A gleba produz sem queixas, 
O sol não pede tributos, 
O pomar entrega os frutos 
Servindo sem reclamar. 

Alma fraterna, trabalha, 
Constrói, socorre, auxilia, 
Acende a luz da harmonia, 
Onde seja, com quem for. 
Palavra é semente, vida, 
Convite, aceno, promessa... 
E o Reino de Deus começa 
No verbo de paz e amor. 


Maria Dolores 


(In «Caminhos do Amor»,
 psicografado pelo médium Francisco Cândido Xavier) 
Fonte:Comunhão Espirita Cristã




LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...