domingo, 30 de outubro de 2011

Encontrando Jesus





"Diante, pois, do próximo, que se acerca do teu coração, cada dia, lembra-te sempre de que estás situado na Terra para aprender e auxiliar.” (Emmanuel, Fonte Viva, item 126, psicografia de Francisco C. Xavier.)

Caminha a humanidade, como um todo, em busca do Cristo. Em todos os quadrantes, observamos as criaturas procurando pelo Mestre, na expectativa de lograr sucesso na busca da paz e da felicidade. Raras delas, no entanto, seguem pela rota certa e pela direção correta que dá acesso ao Divino Amigo.


Encontramos Jesus quando, além da leitura dos Seus notáveis ensinamentos evangélicos, conseguimos colocar em prática as valiosas lições que apresenta.

Encontramos Jesus quando registramos a presença da criança faminta a perambular pelas vias públicas e conseguimos movimentar recursos para aliviar-lhe os padecimentos.

Encontramos Jesus quando localizamos a fome e a carência material que aflige uma família em penúria e conseguimos atendê-la, pelos menos momentaneamente, até que possa encontrar o equilíbrio.

Encontramos Jesus quando identificamos instituições de amparo aos menos favorecidos, de qualquer ordem, e conseguimos doar nossas horas de folga ou mesmo arregimentar donativos, ajudando para que as suas atividades sejam desenvolvidas.

Encontramos Jesus quando nos deparamos com um irmão aflito e conseguimos abrir um espaço de tempo para ouví-lo, em suas queixas, permitindo que extravase sua dor.

Encontramos Jesus quando exercitamos a paciência ao convivermos com um parente de difícil trato e conseguimos caminhar com ele, dando demonstração de resignação e tolerância.

Encontramos Jesus quando entendemos o valor e a importância da educação e conseguimos oferecer aos nossos filhos ou a qualquer criança, exemplos de nobreza, dignidade e honradez.

Encontramos Jesus quando, ao invés de apontarmos os defeitos alheios, conseguimos nos preocupar em descobrir as imperfeições que carregamos no íntimo e trabalhamos para eliminá-las.

Encontramos Jesus quando entendemos a urgente necessidade de sermos alegres e otimistas, mesmo ante as dificuldades que nos assolam, uma vez que o cristão, como discípulo do Cristo, não tem razões para pessimismo e apatia.

Encontramos Jesus quando compreendemos que em nossas conversações damos amostras do que somos e conseguimos cultivar o hábito de não falar mal da vida alheia e evitar assuntos trágicos, fúnebres e de críticas.

Encontramos Jesus quando temos consciência da nossa imperfeição e conseguimos não esperar a perfeição dos outros, pois a Terra é uma grande escola onde cada qual está matriculado numa classe.

Encontramos Jesus quando lutamos ferreamente para vencer a tristeza, o comodismo e a inércia e conseguimos ser fortes, corajosos e atuantes, oferecendo nossa cota de contribuição para a edificação de uma sociedade mais justa, fraterna e humana.

Enfim, encontramos Jesus quando temos o devido tirocínio, a determinação e a coragem de sair das letras evangélicas para a exemplificação das imorredouras e inquestionáveis lições do Mestre. Quando apagamos a nossa vaidade – que insiste em nos prender aos cultos exteriores e que falam somente às aparências – para valorizarmos a essência do cristianismo no “amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos”… Mas amar verdadeiramente, renunciando, servindo, cooperando, doando-se sem exigir nada em troca.

Waldenir Aparecido Cuin

Photobucket

Extraído  do Site: http://blog.forumespirita.net/

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...