quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Antiga benção celta





Que o caminho venha ao teu encontro. 
Que o vento sempre sopre às tuas costas 
e a chuva caia suave sobre teus campos.
E até que voltemos a nos encontrar,
que Deus te sustente suavemente na palma de sua mão.
Que vivas todo o tempo que quiseres 
e que sempre possas viver plenamente. 
Lembra sempre de esquecer
as coisas que te entristeceram,
porém nunca esqueças de lembrar
aquelas que te alegraram.
Lembra sempre de esquecer
os amigos que se revelaram falsos,
porém nunca esqueças de lembrar
aqueles que permaneceram fiéis. 
Lembra sempre de esquecer
os problemas que já passaram,
porém nunca esqueças de lembrar
as bênçãos de cada dia. 
Que o dia mais triste de teu futuro
não seja pior que o dia mais feliz de teu passado. 
Que o teto nunca caia sobre ti 
e que os amigos reunidos debaixo dele nunca partam.
Que sempre tenhas palavras cálidas em um anoitecer frio, 
uma lua cheia em uma noite escura, 
e que o caminho sempre se abra à tua porta. 
Que os anjos te protejam, e o céu te acolha. 
E que a sorte das colinas Celtas te abrace. 
Que a boa sorte te persiga,
e a cada dia e cada noite tenhas
muros contra o vento,
um teto para a chuva, bebidas junto ao fogo,
risadas que consolem aqueles a quem amas, 
e que teu coração se preencha com tudo o que desejas. 
Que Deus esteja contigo e te abençoe,
que vejas os filhos de teus filhos,
que o infortúnio te seja breve
e te deixe rico de bênçãos.
Que não conheças nada além da felicidade,
deste dia em diante.
Que Deus te conceda muitos anos de vida; 
com certeza Ele sabe que a terra 
não tem anjos suficientes… 
...e assim seja a cada ano, para sempre!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...