terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Maria, um olhar que cura


Quantas vezes precisamos de um Regaço Acolhedor de mãe! Mesmo quando já somos grandes e independentes e parecemos saber de tudo, não precisar de ninguém.

Um dia sempre nos lembramos que fomos crianças e passamos pela nossa experiência, pela juventude, deixamos para trás os conceitos rígidos e balbuciamos a palavra que sempre vai nos sobrar nos momentos de maiores necessidades e alegrias: mamãe, mãe, mãeêêê, mainha!

Quanta paz nos traz o olhar de Maria, quanta ternura e acolhimento, não precisa dizer nada Ela ama pelo simples olhar.

Olhar de Mãe, de mestra, daquela que enxerga tudo até as mínimas necessidades dos seus filhos (cf. João 2, 1-11) “Eles não tem mais vinho!”.

Maria minha mãe olha pra mim.

Se os nossos olhos veem as aparências, o de Maria enxerga o coração.

Os nossos olhos julgam e rejeitam, o olhar de Maria acolhe e compreende.

A nossa visão é limitada e influenciada pelos nossos limites e pecados, a visão de Maria é clara e transparente guiada pela graça.

O Olhar de Maria inspira confiança e aconchego, cura e libertação.

Neste momento todo orgulho e auto-suficiência caem por terra, e como gostaríamos de voltar a ser criança, de correr apressadamente para os braços de nossa mãe.

Hoje eu acordei com muita saudade de minha mãe, mesmo já padre com quarenta anos, responsável por tantas coisas, há momentos que só estar com a minha mãe bastava, só a sua presença me tranquilizava.

E perdi a conta de quantas vezes por muitas situações, de dor, de travessura, de medo e mesmo quando apanhava ela me colocava no colo.

Quando estava no colo de minha mãe o mundo podia acabar, porto seguro, conforto, escola, e principalmente muito amor.

É tudo que uma criança precisa para crescer saudável na mente, no coração e no corpo.

O que fazer num dia como esse de muitas saudades do colo de mãe, não sou mais criança, não tenho minha mãe por perto ou ela já esta nos braços do Pai celeste, como é o meu caso e pode ser também o seu, o que fazer?

Daí o amor misericordioso de Deus me dá de presente o Regaço Acolhedor do colo de Nossa Senhora, o aconchego do Coração Imaculado de Maria, pois mesmo que não tenha mais minha mãe, ou mesmo se ela estiver esquecido de mim, Deus jamais me esquecerá, pois o meu e o seu nome estão gravados na palma de suas mãos.

Jesus, no ato de maior entrega e amor, disse para o discípulo que ele mais amava: “Filho, eis ai a tua mãe!” e disse para sua mãe: “Eis ai o teu filho!” (cf. Jo 19,26-27). E a partir daquele dia, João levou Maria para sua casa.

Pensando nas milhares de crianças espalhadas pelo Brasil e pelo mundo que hoje são órfãos de mães vivas ou não.

E mesmo você que está com o coração machucado por tantas situações difíceis a resolver e o que mais queria hoje era voltar a ser criança e deitar no colo da sua mãe.

Não seja por isso, faça a experiência de acomodar-se ao colo de Maria, descansar, acalmar, receber o amor que cura e liberta.

Reze, abandone-se no colo de Nossa Senhora, no Regaço Acolhedor de nossa mãe:

O homem está muito ferido, dilacerado até, pois, por muito tempo, viveu a divisão do divino e do humano em si.

Viveu muito tempo privado de algo que lhe era essencial: o divino.

Isto lhe trouxe uma marca acentuada e um enfraquecimento profundo.

Além disso, a vida e o mundo o machucaram, é um homem ferido, amarrado, preso, entulhado, cheio de medos, inseguranças, freios, etc.  que quer ser e não consegue, quer caminhar e não pode.

Nossa Senhora, nossa Mãe e Educadora, quer colaborar conosco neste longo, difícil e doloroso processo de cura e libertação.

Na Canção Nova ela também se apresenta a nós como a Mãe desatadora de todos os nós.

Maria entra na nossa história de salvação pessoal como a aurora fulgurante, escolhida por Deus, trazendo o Sol Nascente.

E ela age com o Filho para que aconteça o milagre de sua vida transformar-se em bênção, desatando todos os nós que impedem que o Homem Novo venha à tona, desatando todos os nós que nos amarram, nos deixam cheios de medo, nos freiam, nos entulham…

Um Olhar Que Cura
Maria se propõe a desatar os nós de sua vida, que o pecado original articulou. Nossa vida é um emaranhado de nós, dores, amarguras, ressentimentos, nós de rejeição, de solidão, nós articulados por mãos alheias, nós da nossa vida pessoal, que contemplamos anos e anos sem encontrar solução.

Maria, Desatadora de nós, vem em nosso auxílio!
Maria se propõe a desatar os nós originados de todas as perdas que tivemos em nossas vidas, nós das tristezas, das decepções, das angústias. 

Ela, a Mãe desatadora de todos os nós, cheia da presença de Deus, que aceitou com humildade a vontade do Senhor, ela intercede por nós junto a Jesus por nossas dificuldades, e com paciência, desenrola as linhas de nossa vida e como mãe bondosa põe em ordem e faz mais claro os laços que nos unem ao Senhor.

Precisamos passar a viver, cada dia, cada momento, no seio de Maria, Nossa Mãe e Nossa Senhora, pois assim, os nós da nossa vida serão desatados e nós renasceremos para uma nova vida!

Nossa Senhora Desatadora dos nós, Nossa Mãe, desata os nós que impedem de nos unirmos a Deus!
Minha mãe é a virgem Maria
É ela que agora vai
Me acolher, me abraçar,
Me perdoar, me compreender,
Me acalmar, me ensinar,
Me educar, Me formar, me amar. (2x)
Oh, minh’alma retorna à tua paz…


Fonte:
Fonte: http://aveluz.ning.com/
Ajude o blog com sua doação! Clique no botão abaixo para doar qualquer quantia.















LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...