terça-feira, 17 de julho de 2012

Dar e deixar



Quando Cirilo Fragoso bateu às portas da Esfera Superior e foi atendido por um Anjo que velava, solícito, com surpresa verificou que o seu nome não constava entre os esperados do dia.

- Fiz muita Caridade - alegou, irritadiço, -  Doei quanto pude. Protegi os Pobres e os Doentes, Amparei as Viúvas e os Órfãos. Quanto fiz lhes pertence. Oh! Deus, onde a esperança dos que se entregaram às Promessas do Cristo?

Fragoso traduzia o próprio pesar com a boca, no entanto, a Consciência, como que instalada agora em seus ouvidos, instava com ele a recordar.

Inegavelmente, amontoara vultosos bens. Atingira grande êxito nos negócios. Não conseguira visitar pessoalmente os necessitados porque o tempo não lhe chegava cada dia, na laboriosa tarefa de preservação da própria fortuna; jamais obtivera folgas para ouvir um necessitado, nunca pudera dispensar um minuto às mulheres infelizes que lhe recorriam à casa; entretanto, prevendo a morte que se avizinhava, inflexível, organizara generoso testamento.

E assim, agindo à pressa, não se esquecera das instituições piedosas das quais possuía vago conhecimento, inclusive as que ele pretendia criar.

Por isso, em quatro dias, dotou-as todas com expressivos recursos, encomendando-se-lhes às preces.

Não se desfizera, pois, de tudo, para exercer o auxilio ao próximo? Não teria sido, porém, mais aconselhável praticar a beneficência, antes da atribulada viagem para o túmulo?

Notando que o Coração e a Consciência duelavam dentro dele, rogou à entidade angélica tomasse em consideração a legitimidade das suas demonstrações de virtude, reafirmando que a caridade por ele efetuada deveria ser passaporte justo ao acesso ao paraíso.

O Benfeitor Espiritual declarou respeitar-lhe o argumento, informando, porém, que só mediante provas tangíveis advogar-lhe-ia a causa junto aos poderes celestes.

Trouxesse Fragoso a documentação positiva daquilo que verbalmente apontava e defender-lhe-ia a entrada no paço da eterna luz.

Cirilo deu-se pressa em voltar à terra e, aflito, extraiu as notas mais importantes, com referência aos legados que fizera às associações pias, presentes e futuras, nas derradeiras horas do corpo, e retornou à presença do amigo espiritual, diante de quem leu em voz firme e confiante:

Para os velhinhos de diversos refúgios, deixei quatrocentos mil cruzeiros. Para os doentes de várias agremiações, deixei oitocentos mil cruzeiros. Para a instalação de um Hospital de câncer, deixei seiscentos mil cruzeiros. Para a fundação do Instituto São Damião, em favor dos leprosos, deixei trezentos mil cruzeiros.

Para a assistência à Infância desvalida, deixei quinhentos mil cruzeiros. Para meus empregados, deixei quatro casas e seis lotes de terras, no valor e um milhão e duzentos mil cruzeiros.

Terminada a leitura, reparou que o anjo não se mostrava satisfeito. Em razão disso, perguntou, ansioso:

Não terei cumprido, assim, os preceitos de Jesus?

O interpelado, porém, aclarou, triste:


Fragoso, é preciso pensar. Segundo o Evangelho, Bem-Aventurado é aquele que dá com alegria. Mas, realmente, você não deu. Suas anotações não deixam margem a qualquer dúvida. Você simplesmente deixou. Deixou, porque não podia trazer.

E porque Cirilo entrasse em aflitiva expectação, o Anjo rematou:

Infelizmente, seu lugar, por enquanto, ainda não é aqui. De conformidade com os ensinamentos do Mestre Divino, onde situamos o tesouro da nossa vida, aí guardaremos a própria alma. Seu testamento não exprime Libertação. Quem dá, Serve e Passa. Quem Deixa, Larga provisoriamente.

Você ainda não se exonerou das responsabilidades para com o dinheiro. Volte ao mundo e ampare aqueles a quem você confiou os bens que lhe foram emprestados pela Providência Divina e, ajudando-os a usá-los na Caridade Verdadeira, você conhecerá, com experiência própria, o desprendimento da posse. A morte obrigou-o a deixar.

Agora, meu amigo, cabe-lhe exercitar a ciência de Dar com Alma e Coração.

Foi assim que Cirilo Fragoso, embora acabrunhado, regressou à esfera dos homens, em espírito, para Aprender a Beneficência com Alicerces na Renúncia.

Fonte:

Ajude o blog com sua doação! Clique no botão abaixo para doar qualquer quantia.






LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...