quarta-feira, 10 de outubro de 2012

A fuga de si mesmo



"É possível alguém fugir de si mesmo?"

É uma pergunta estranha, e quero comentar o que tenho observado ultimamente nos atendimentos na clínica, no Centro Espiritualista que trabalho e em conversas com as pessoas.

Vejo pessoas acometidas pela depressão, pela síndrome do pânico, pelo transtorno de ansiedade, doentes de diversas enfermidades, angustiadas. Consumindo drogas lícitas, de tarja preta.


Outras tantas pessoas, mergulhadas nos jogos virtuais pelo celular, pelo vídeo ou pela internet, deixando de pensar, de viver, de sentir, de ser quem veio ser, deixando sua existência transcorrer, perdendo a grande oportunidade que é a vida.

Tem os fanáticos pelos inúteis programas de TV, pelos jogos de futebol que deveria ser uma distração e passou a ser um campo de energias densas e ruins, pela má influência das novelas, pela lamentável repercussão dos reality shows, com energias vibracionais baixíssimas, penetrando nos lares e nos campos energéticos das pessoas.

Com tantas más informações sendo despejadas, percebo que muitas pessoas aproveitam e mergulham nessa onda, por diversos motivos: alguns querem ser esquecidos, quando focam sua atenção no mundo virtual e ilusório e outros querem chamar a atenção para si.

Mas percebo que há algo em comum em todos eles, pois emitem mensagem subliminar:  um pedido socorro.

Alguns querem ser vistos, notados, amados ou chamar a atenção para as suas carências, frustrações e até esquecerem-se do que viveram ou vivem. Outros querem estar na moda para serem aceitos. Entretanto, o fazem da pior maneira, se autodestruindo, se desconectando com a realidade e se afundando cada vez mais nas ilusões.

Com tantas atividades autodestrutivas sendo praticadas pelas pessoas e emanadas pelos meios de comunicação, percebe-se que elas querem fugir de alguma coisa que nem mesmo sabem o que é.

Querem se esquecer de algo, se esconder, não pensar nos fatos, nem falar das suas aflições, nem querem pensar nisso.

É melhor não encarar a sua verdade, o seu mundo.

Parecem que tais pessoas, gritam, pedem de uma maneira ou de outra, por ajuda, mas não diretamente, pois não sabem fazê-lo, por isso agridem, aterrorizam, fogem, afastam-se, iludem-se, escondem-se de si mesmas...

É impossível esconder-se de si mesmo, por isso abafam suas aflições, escondem suas emoções, tentam calar seus pensamentos e as lembranças de fatos ruins.

Para sair disso, a única via é enfrentar a si mesmo e não fugir.

É encarar sua verdade, jogar o lixo emocional fora, é rever suas posições. Buscar, até se necessário, as respostas em vidas passadas, rever sua infância, os dissabores e colocar tudo em ordem.

Sair do meio da multidão, afastar-se do jogo consumista, fugir dos desejos do ego que nunca se satisfará.

Deve ouvir-se, sentir-se, olhar-se, agir e pedir ajuda, sem orgulho, sem vaidade, sem medo de ser feliz.

Pedir auxílio, falando e não gritando, nem se escondendo nos jogos eletrônicos, internet e celulares.

Olhando nos olhos de outra pessoa e interagindo com ela, sentindo a energia da vida, da natureza, do amor, da harmonia.

É preciso dar um sentido maior para a sua existência.

As oportunidades se abrem, o Universo envia ajuda, basta estarmos atentos e buscarmos pela libertação das angústias, das aflições, da ansiedade, do sofrimento.

Buscar a si mesmo e descobrir o mundo maravilhoso que existe dentro de cada um.

Pare de fugir de si mesmo, ame-se, viva, encontre a verdadeira alegria dentro de si e não fora, antes que seja tarde demais. "

“Não deveria envelhecer antes de ficar sábio...” - disse o bobo da corte ao Rei Lear, William Shakespeare.

Cármen Mírio - link para 
Psicoterapeuta Reencarnacionista

fonte:
Música:
The long and winding road

MusicPlaylist
Ajude o blog com sua doação! Clique no botão abaixo para doar qualquer quantia.


Este Blog concorre ao Prêmio TopBlog Brasil 2012
na categoria Variedades.
Se você gosta do nosso trabalho, clique no selo abaixo e vote.
É muito importante para nós!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...