quarta-feira, 13 de março de 2013

O Eterno Peregrino


O Eterno peregrino não anda só no caminho iluminado, ele é observado por aqueles que sabem e guiam. Por isso nada fica oculto. Em cada curva do caminho o caminhante se depara com seus inimigos internos, e deve enfrentá-los!

No caminhar da vida o que está oculto se revela!

Cada Peregrino deve levar consigo aquilo que necessita: Um braseiro em seu coração para ofertar calor aos seus companheiros. A mente iluminada para clarear outras mentes. Uma caixa de ébano fechada com joias de amor e compaixão para oferecer aos filhos da necessidade. Rosas rubras de ternura para oferecer aos outros caminhantes desgastados pela amargura da vida. As mãos generosas para curar a dor do coração do seu próximo! Um candeeiro aceso para acalentar os sentimentos mergulhados na penumbra da dor!

As condições alegres ou tristes são criadas pelo destino, oriundas das ações pretéritas a fim de pôr à prova a fortaleza do discípulo!

O discípulo servidor perde o interesse ao mundo pelo interesse ao plano, onde trabalham os Grandes Seres!

Eis a oração do trabalhador da Luz:

Permaneço ante a luz do Tribunal de Minha Consciência, e julgo com severidade meus atos desonestos. Eu nada peço para o meu Eu Separado, mas almejo tudo em beneficio da humanidade que trato de servir. Minha vida consiste em servir, amar e iluminar aqueles que o destino fez cruzar em minha vida. O serviço que presto, não busca recompensas, mas é doação de amor! 
O caminho que percorre o discípulo é solitário e assim eu aprendo a lição da fortaleza!

Que os Santos Seres que almejamos servir nos amparem em nossa caminhada, sem nada esperar para o Eu Separado, e na luz do dia ou na obscuridade da noite, em silêncio ou falando, sofrendo ou gozando, somos instrumentos que o Alto necessita para o trabalho de redenção do mundo.

fonte:
https://www.facebook.com/
Ajude o blog com sua doação! Clique no botão abaixo para doar qualquer quantia.





LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...