segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Sábio dos Sábios


Numa noite, que se perde na poeira do tempo, uma Estrela de primeira grandeza brilhou no firmamento...

Possuidor de um conhecimento jamais igualado até os dias atuais, esse Sábio dos sábios ficou conhecido por todos os povos como Jesus Cristo.

Ninguém, até hoje, sabe o que Ele sabia nem faz o que Ele fez.

Enquanto os astrônomos sondam os espaços procurando provas da existência de vida em outros planetas, Ele, profundo conhecedor do Universo, há mais de dois mil anos afirmou: Na casa de meu pai há muitas moradas.

Enquanto os meteorologistas procuram as causas dos fenômenos climáticos, Ele, como quem conhecia as Leis que regem a natureza ordenou à tempestade que se aquietasse, e assim se fez.

Enquanto os modernos fisiologistas sondam as moléculas do corpo humano para lhes conhecer as peculiaridades, Ele, utilizando-se da vontade, reconstituiu tecidos carcomidos pela lepra, dizendo simplesmente: Quero. Sê limpo.

Excelente físico, desafiou a Lei da gravidade, andando sobre as águas. Proeza que até agora nenhum cientista ousou imitar.

Geneticista hábil, esclareceu que o que nasce da carne é carne, e o que nasce do Espírito é Espírito. Falou com sabedoria dessa dualidade humana, esclarecendo que o Espírito sopra onde quer, e ninguém sabe donde ele vem, nem para onde vai.

Psicopedagogo jamais igualado, usou os mais excelentes métodos de educação, ensinando com maestria incomparável.

Psicoterapeuta incomum, atendeu com eficiência a intimidade das criaturas, balsamizando com ternura os corações dilacerados pela dor.

Falou em Sua língua pátria e todos, vindos das mais variadas procedências, O entendiam. Mais importante: falou ao ar livre para centenas de expectadores e todos O ouviam, sem utilizar-se dos aparelhos de amplificação da voz, hoje conhecidos.

Poeta Divino, fez vibrar as cordas mais sutis da harpa viva do coração humano, cantando as bem-aventuranças eternas.

Médico incomum, restituiu a visão a cegos, curou paralíticos do corpo e da alma, restabeleceu a esperança aos desalentados.

Magnetizador excelente, com um simples gesto reanimou pessoas dadas como mortas.

Orador incomparável, impressionou os doutores da Lei com Suas palavras lúcidas e coerentes, despertando temor e admiração ao mesmo tempo.

Anunciado pelos antigos profetas, Ele foi o Messias que veio trazer luz às trevas da ignorância, e alento aos sofredores sinceros.

Hoje, como ontem, continua ressuscitando corações tomados pela morte da indiferença e do amolentamento, enviando Seus prepostos aos círculos de dor e incompreensão.

Jesus é e continuará sendo o maior de todos os sábios...

Incansável, Ele continua repetindo o sublime convite: Quem quiser vir após mim, tome a sua cruz, negue-se a si mesmo, e siga-me.


Jesus é o modelo da perfeição moral a que o homem pode aspirar na Terra.

Criado muito antes que a Humanidade terrestre, veio ensinar o caminho que conduz à felicidade, por já tê-lo trilhado.

Nesse sentido é que o Apóstolo João anotou, no capítulo 8, versículo 58, as seguintes palavras do Mestre: Antes que Abraão existisse, eu sou.

Redação do Momento Espírita
Em 15.10.2010
Salmo 139 / por Grupo Gratidão
Ajude o blog com sua doação! Clique no botão abaixo para doar qualquer quantia.




LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...