domingo, 22 de setembro de 2013

Criador X Criatura


Cada um de nós é ao mesmo tempo criador e criatura.

Dependendo da ênfase que se dá a uma ou outra faceta, o resultado pode ser bem diferente.

Se a opção recair sobre o criador, a vida pode ganhar um novo propósito e consequentemente, novas cores.

Se a escolha recair sobre a criatura, corre-se o risco de ficar acorrentado pelo hábito, repetindo sempre as mesmas coisas e banalizando a existência.

O ser humano é extremamente resistente a coisas novas. É como se o cérebro não tivesse sido desenhado para gostar de coisas novas.

A novidade faz com que o cérebro saia de sua zona de conforto. Por isso, assim que se aprende a fazer algo, a tendência é repetir sempre a mesma operação. E isso condena os seres humanos a ficarem escravos de suas memórias.

Um pequeno exemplo:

o que lhe vem à cabeça quando se diz "casa"? Podem ter surgido várias imagens:

a casa onde se passou a infância, a dos pais, a atual....

Pois bem, se a gama de possibilidades é tão grande, por que fazer sempre do mesmo jeito? Porque há um padrão mental adquirido.

Prestigia-se mais a criatura do que o criador.

A criatura deixa-se levar pelo fácil apelo da memória.

Isto acaba arrefecendo a razão de existir do ser humano (e aumenta a incidência de infartos às segundas-feiras de manhã).

Morre-se porque se perde o propósito da vida, que é o real entendimento do mundo, que é ter oportunidade de mostrar os talentos únicos que temos.

Por isso, segue uma advertência:

VOCÊ NÃO É O PENSAMENTO.
VOCÊ É QUEM PENSA,
É O ESPAÇO ENTRE OS PENSAMENTOS
COM INFINITAS GAMAS DE PROBABILIDADES.
E É ISTO QUE LHE DIFERENCIA DA PESSOA DO LADO.
"SOMOS DO TAMANHO DOS NOSSOS SONHOS"

fonte:
Ajude o blog com sua doação! Clique no botão abaixo para doar qualquer quantia.




LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...