quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Exortações


"Exortamo-nos, também, irmãos, a que admoesteis os insubmissos, consoleis os desanimados, ampareis os fracos e sejais longânimos para com todos." 
                                  (I Tessalonicenses, cap. 5 - v. 14)
As exortações de Paulo aos cristãos tessalonicenses se estendem aos cristãos do dia de hoje, pertencentes aos mais diversos ramos do Cristianismo.

Realmente, não temos outro caminho que não seja o da tolerância fraternal de uns para com os outros.

De nada nos valerá que nos entreguemos ao pessimismo.

Obstáculos, sempre existirão, desafiadores, em todos os caminhos.

Quem se deixa dominar pelo desânimo, somente à custa de grande esforço se libertará da própria apatia.

Todos os que se equivocam serão esclarecidos pela vida, através das lições do sofrimento.

É indispensável que avancemos na senda do progresso espiritual, carregando com alegria o fardo que nos pertence.

Estejamos conscientes de nossas necessidades e não nos permitamos esmorecer no cumprimento do dever.

Comuniquemos bom ânimo aos que fraquejam. Coragem aos que temem, incentivo aos que se revelam inseguros...

Admoestemos, com o nosso próprio exemplo, quantos vacilam no testemunho da fé, perseverando nas obrigações que permanecem sob a nossa responsabilidade.

Animemo-nos mutuamente.

Não nos deixemos vencer pelas lutas do cotidiano.

Compreendamos a fragilidade de nossos espíritos e busquemos em Jesus o suprimento de força para a jornada.

Se, porventura, cairmos, não nos acomodemos no chão da inércia e nem tampouco queiramos despertar piedade no outros a nosso respeito.

Atendamos às nossas carências afetivas através do serviço desinteressado aos semelhantes.

Não sejamos, portanto, tristes ou rebeldes nas experiências que atravessamos.

Por mais pesadas as provações em que somos testados, suportemo-las com humildade e resignação, porquanto a Lei de Deus sabe de nós melhor que nós mesmos.

Enxuguemos as lágrimas que do coração nos sobem aos olhos e nunca nos consideremos vítimas de sofrimento injusto; ao contrário, tenhamos na dor o nosso bastão de arrimo para o necessário reerguimento moral.

Em seus apelos aos irmãos da grei em Tessalônica, Paulo ainda os exortava:

"Regozijai-vos sempre.

Orai sem cessar.

Em tudo daí graças, porque esta é a Vontade de Deus em Cristo Jesus para conosco.

Não extingais o espírito.

Não desprezeis as profecias;

Examinai tudo. Retendo o bem (...)"

Se assim nos posicionarmos diante da Vida, haveremos de seguir com segurança na rota de nossas mais belas e valiosas conquistas espirituais, porque, finalmente, o Evangelho do Senhor nos terá possuído por dentro.


De "Evangelho e Doutrina", 
 de Carlos A. Baccelli, 
 pelo Espírito Irmão José


fonte:
Ajude o blog com sua doação! Clique no botão abaixo para doar qualquer quantia.




LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...