sábado, 5 de outubro de 2013

Menininha maravilhosa


No consultório, uma batida frenética à porta do médico. Uma batida forte, urgente, como ele jamais tinha ouvido.

"Entre, Entre" - o médico falou impaciente, "Entre antes que você desperte um morto".

Entrou uma pequena menina amedrontada, uma criança com não mais que nove anos de idade, "Oh doutor, eu o imploro, por favor venha comigo, minha mãe está morrendo, ela está muito doente".

"Eu não atendo em casa, traga sua mãe aqui".

"Mas ela está muito doente, você tem que vir ou ela morrerá".

O médico, tocado pela desespero da menina, decidiu ir.

Ela disse ao médico que ele seria abençoado, mais do que ele poderia imaginar.

Ela o levou até em casa.

A mãe dela, muito doente, não pôde sequer levantar a cabeça. Mas seus olhos chamavam por ajuda e o médico a socorreu.

Ela teria morrido naquela noite se não fosse a atitude da menina.

O médico baixou a febre dela e partiu.

Na manhã seguinte voltou à casa daquela senhora para ver como ela tinha passado a noite. E ela estava muito melhor.

Ela elogiou o médico por tudo que ele tinha feito. Mas ele retrucou dizendo que ela teria morrido se não fosse a ação daquela menina.

"Você deve estar orgulhosa por sua pequena menina, ela que me fez vir até aqui. Ela é realmente uma menininha maravilhosa".

"Mas doutor, minha filha morreu há mais de três anos! A foto na parede é da pequena menina que você conheceu?"

As pernas do médico tremeram.

A foto na parede era da mesma pequena menina que ele tinha atendido.

O médico ficou imóvel por algum tempo e abriu um sorriso.

Ele estava lembrando daquela batida frenética à porta de seu consultório e do pequeno anjo bonito que tinha caminhado até ele: "Você será abençoado, mais do que pode imaginar!".

Tradução Sergio Barros

fonte:
Ajude o blog com sua doação! Clique no botão abaixo para doar qualquer quantia.




LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...