sábado, 23 de novembro de 2013

Amplitude



O alcance do amor é, por excelência, imensurável. Salomão nos diz que ele cobre todas as transgressões, e Cristo acrescenta "O amor cobre a multidão de pecados". Se alguém te agredir, basta sentires amor pelo agressor e esse mudará de ideia. Se a calúnia te ferir, ama o caluniador e ele se arrependerá. Se a tua própria consciência te oprimir por atos impensados, faze com que o teu amor seja o clima mental e ela cederá, restituindo-te a paz.

Não cedas lugar ao ódio em teu coração, se queres livrar-te da morte; muitas vezes o clima contraditório é para experimentar as tuas forças.

Não estragues teu sossego espiritual, por simples calúnia.


Em certos casos, o caluniador é instrumento para que resistas ao mal. Não procures revidar insultos, é provável que o insultador queira de ti algo de bom.


Deixa avultar, em teu íntimo, os processos superiores da multiplicação dos talentos divinos. A amplitude dos dons é tônica grandiosa que a vida está te dando, para que possas doar aos outros.


Sê paciente com o invejoso. Ele, de certo modo, te faz distanciar da usura. O espelho sempre te mostra a realidade.


Tu, que estás lendo, és um mundo por vezes esquecido por ti próprio. Tudo que buscas fora carregas por dentro; tudo que sentes ao teu redor, existe em ti e tudo que fizeres no exterior podes fazer no íntimo.


A tua mente não tem limites de realizações, desde quando alicerça os pequenos gestos na temperatura do amor.


Envolve as tuas mãos em carinho, e imponha-as nos enfermos.


Envolve teus lábios no sorriso, e prometa esperança aos inquietos.


Enriquece teus olhos de mansidão, e favorece a ampliação da fé, nos doentes.


Não duvides de Deus, nem de ti, e a luz brilhará em teu caminho.


Distancia-te das contendas, pelos meios que a intuição te inspirar. E não te impressiones com os rixentos; eles são iguais, pelo que fazem. Não culpes a ninguém pelo teu desacerto, faze de novo, com humildade, o que não conseguiste realizar. A persistência é a melhor arma de defesa e de progresso.


Se quisermos viver eternamente conscientes e felizes, basta-nos frequentar a escola do amor.


Carlos
psicografia de João Nunes Maia
do livro: Tuas Mãos
Ajude o blog com sua doação! Clique no botão abaixo para doar qualquer quantia.




LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...