sábado, 8 de março de 2014

A chuva no jardim de Leandro



Leandro olhava a chuva da janela, sentindo o cheirinho de poeira que vinha do jardim.

Estava muito contente, mesmo não podendo sair para brincar com seus amiguinhos.

Ele estava feliz, porque choveu e ele  ouviu  papai dizer  que a chuva fazia  muita falta para regar as plantações e a mamãe disse que a água faz falta para lavar as roupas, fazer a comida e tomar banho e ela podia diminuir ou mesmo faltar se não chovesse nos próximos dias, alimentando os rios...

Estava nesses pensamentos, quando mamãe lhe chamou para lavar as mãozinhas e tomar café com leite e bolo.

- Hummm!!!!  Que cheirinho bom... Mamãe, sabe que é tão bonito ver a chuva caindo e molhando o jardim, as flores estão tão vivas e alegres! - disse Leandro.

- Parece que estão até mais coloridas, não é mesmo?  A chuva e as flores são dádivas de Deus, Leandro! - disse dona Margarida, mãe de Leandro.

- Que é dádiva, mãe?

- É um presente, um verdadeiro presente, filho!

- Agora as plantas e as lavouras também vão beber água?

Dona Margarida riu da comparação de Leandro e falou que se demorasse  mais um pouquinho, quem não ia ter água para beber seriam eles, mas Deus, que é O Sábio Criador de todas as coisas, sabe  que seus filhos precisam muito da chuva, desde o raminho de mato, às plantações que alimentam os homens e também os rios que trazem água para nossas casas.

Nesse dia, choveu a tarde toda e no outro dia também, mas Leandro nem ligou por não poder ir jogar futebol com Fabinho, pois era tão bom ficar olhando a chuva da janela...

SUSANA DE ANDRADE

fonte:


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...