domingo, 8 de junho de 2014

Jardim do coração


Estive pensando em algumas coisas e gostaria de compartilhá-lhas com você. Elas têm a ver com tudo que percebi desde que vim para o mundo virtual e, uma delas, é termos tido a oportunidade de conhecer pessoas que nunca conheceríamos de outra forma.

Nós conhecemos e aprendemos a gostar dessas pessoas, não por sua aparência ou seu toque, mas por suas almas, energias e corações.

Se houvéssemos encontrado muitas delas na rua, é provável que nem as tivéssemos olhado pela segunda vez, ou - talvez - até tivéssemos feito algo pouco gentil, sem sequer termos conhecido seu lado de dentro. Isso é muito triste.

Nós já encontramos muita gente no mundo virtual, que realmente tocou nosso coração de muitas formas, e nos fez melhores do que éramos antes.

Não seria maravilhoso se todos no mundo pudessem ser tocados dessa forma e conseguissem conhecer pessoas de um modo que eles nunca imaginaram ser possível?

É bem provável que se isso acontecesse, não haveria mais os solitários, os desalentados, nem os tão sofredores e desiludidos.

Somos - em parte - responsáveis pelos sentimentos das pessoas que aqui já conhecemos. Não façamos um precipitado juízo delas, não sejamos críticos nem deixemos o orgulho nos carregar para longe do Amor.

Nós deveríamos parar para refletir como seria o amanhã se perdêssemos aquele amigo virtual, sem nunca termos dito a ele:

"você é admirável e eu gosto de você".

Sempre que encontrarmos alguém na rua, consideremos a possibilidade de que aquela pessoa poderia ser um dos nossos amigos virtuais, uma daquelas pessoas que a gente adoraria conhecer, um daqueles corações com talento especial para tornar melhor o nosso dia ou para nos dar força através de uma prece ou conselho. Um daqueles que nos ajudariam em horas difíceis, e que gostaríamos de retribuir de alguma forma.

Consideremos o estranho que nos cumprimenta, e não lhe neguemos um sorriso, um gentil "alô". Ele pode ser um dos amigos que vêm à nossa tela, e que na hora da necessidade sempre nos diz "sim".

Se fizermos o contrário, é bem possível que estejamos machucando uma das mais belas flores do Nosso Jardim.

Sílvia Schmidt
Clique no botão abaixo e ajude a manter o blog com sua doação!






LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...