quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

A Linguagem das Coincidências



Uma imagem, uma palavra, um número que aparece para você repetidamente em um mesmo dia. Numa conversa sem importância, alguém desconhecido lhe traz as informações que você estava tanto buscando. Você se faz uma pergunta e, no instante seguinte, toca uma música que parece lhe responder.

Diversas situações em nossas vidas trazem interessantes coincidências que nos ajudam de alguma maneira. Elas podem nos auxiliar a tomar decisões, enxergar padrões e crenças negativas. Mas como isso acontece?

Tudo em nosso universo é formado por energia. A matéria física, os pensamentos, os sentimentos, a eletricidade, os microorganismos, o calor. Absolutamente tudo é energia, em diferentes estados vibracionais. Sendo assim, tudo representa uma gotinha do oceano de energia. Uma gota individual, ainda assim é parte do oceano, ligada e mesclada a todas as outras gotas que também dele fazem parte, assim como as células que formam nosso corpo.

Estamos todos interligados nesse oceano de energia, mas não estamos acostumados com a sua "linguagem". Através da natureza, de acontecimentos, de situações, de pessoas, ou seja, através de tudo que faz parte do universo essa linguagem se manifesta. Aquilo que consideramos aleatório representa nossa incompreensão diante dessa linguagem tão ampla. Ao estar mais atento à sua vida, a essas coincidências e sinais, é possível utilizar esses conhecimentos para viver de maneira mais leve, fluida e harmoniosa. O universo sinaliza de diversas maneiras o fluxo de nossa vida. Alguns sinais são mais visíveis e perceptíveis, outros mais sutis e mais difíceis de serem captados.

O céu "fala" quando vai chover mostrando-se mais escuro. O mar "comunica" ao surfista experiente através das ondas, ventos e correntes. Apenas olhando para o mar ele é capaz de coletar uma série de informações, enquanto aqueles que não conhecem sua linguagem não conseguem perceber. Nossa vida também nos dá diversas dicas sobre tendências, questões, lições, e até mesmo presentes de encorajamento.

Quando nosso corpo tem febre sabemos que há algum distúrbio, como alguma invasão por bactérias, vírus, alguma inflamação em nosso corpo. Esse sinal é bem nítido e perceptível. Outras vezes, em uma fração de segundos, temos um leve mal estar, em uma intuição para não sair de casa, ao qual não damos atenção e ao chegar na esquina acontece um acidente. Esse sinal pode ser tão sutil que não damos atenção, e muitas vezes nem percebemos ou lembramos que ele existiu.

Como compreender, então, o significado por trás dessas coincidências? Saber interpretá-las depende do exercício de nossa percepção para isso. Você vai usar mais a sua habilidade de sentir do que a de pensar. É preciso deixar o significado vir de dentro de você através do sentir. Por isso é preciso acalmar os pensamentos para que possamos identificar esses sentimentos.

O primeiro passo é estar aberto aos sinais, utilizando sua intenção. Isso não significa ficar buscando significado em absolutamente tudo que acontece, mas estar aberto para perceber as coincidências. O segundo passo é criar as condições para alcançar o significado dessas situações, treinando sua percepção. Uma boa maneira de permitir que essa linguagem se torne mais clara é meditar. Existem muitas maneiras de se meditar. Uma delas é focar sua atenção em sua respiração. Colocando-se em um local tranquilo e que não seja incomodado, respire sem força, apenas sentindo e observando o ritmo natural de sua respiração, relaxando. Caso não se sinta bem com essa meditação, busque outros tipos até encontrar aquele com o qual mais se identifique. O importante é desenvolver essa capacidade de perceber e interpretar a linguagem do universo e da vida. Com prática e treino teremos em mãos mais um recurso para a nossa saúde, bem-viver e harmonia!

Aprenda a entender e usar a linguagem do universo a seu favor

Esteja consciente e atento ao que acontece nesse exato momento, esteja presente.

Quando ficamos atentos ao presente somos capazes de perceber mais detalhes em nossa vida que normalmente deixaríamos passar despercebidos. Esses detalhes podem ser do tipo mais material como pessoas, coisas, situações, ou mais sutis como sentimentos e emoções, suas ou de outras pessoas.

Medite para desenvolver sua habilidade de perceber e interpretar situações e coincidências.

Use a sua intenção através de afirmações, que você pode falar em voz alta ou apenas repetir mentalmente, como:"Estou aberto à linguagem do universo", "Eu sou a linguagem do universo", "Eu sou um com o universo".


Leis da Sincronicidade
para começar a ver a Magia da Vida
Por Deepak Chopra

1. O meu espírito é um campo de possibilidades infinitas que se conecta a tudo o mais. Esta frase resume a totalidade do que estou a expor. Se esqueceres tudo, lembra-te apenas disso.

2. O meu diálogo interno reflete o meu poder interno. O dialogo interno das pessoas auto-realizadas pode ser descrito assim: é imune a críticas; não tem apego aos resultados; não tem interesse em obter poder sobre os outros; não tem medo. Isso porque o ponto de referência é interno, não externo.

3. As minhas intenções têm o poder infinito de organização. Se a minha intenção vem do nível do silêncio, do espírito, ela traz em si os mecanismos para se concretizar.

4. Os relacionamentos são a coisa mais importante na minha vida. E alimentar os relacionamentos é tudo o que importa. As relações são cármicas e quem nós amamos ou odiamos é o espelho de nós mesmos: queremos mais daquelas qualidades que vemos em quem amamos e menos daquelas que identificamos em quem odiamos.

5. Eu sei como atravessar turbulências emocionais. Para chegar ao espírito é preciso ter sobriedade. Não dá para nutrir sentimentos como hostilidade, ciúme, medo, culpa, depressão. Essas são emoções tóxicas. Importante: onde há prazer, há a semente da dor, e vice-versa. O segredo é o movimento: não ficar preso na dor, nem no prazer (que então vira vício). Não se deve reprimir ou evitar a dor, mas tomar responsabilidade sobre ela.

6. Eu abraço o feminino e o masculino em mim. Esta é a dança cósmica, acontecendo no meu próprio eu. A energia masculina: poder, conquista, decisão. A energia feminina: beleza, intuição, cuidado, afeto, sabedoria. Num nível mais profundo, a energia masculina cria, destrói, renova. A energia feminina é puro silêncio, pura intenção, pura sabedoria.

7. Estou alerta para as conspirações das improbabilidades. Tudo o que me acontece de diferente na vida é cármico. É, portanto, um sinal de que posso aprender alguma coisa com aquela experiência. Em toda adversidade há a semente da oportunidade.

=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=

*Deepak Chopra, (22 de Outubro de 1946) nasceu na Índia onde se formou em medicina pela universidade de Nova Deli. Especialista em endocrinologia, exerce a profissão desde 1971, onde chefiou a equipe do New England Memorial Hospital. Em 1985, fundou a Associação Americana de Medicina Védica. Em 1993 muda-se para S. Diego e abre o “The Chopra Center For Well Being”, onde desenvolve os seus próprios programas e cursos para o desenvolvimento pessoal.

Sua proposta de auto-ajuda é centrada na afirmação com pretensão de profundidade de que “se compreendermos a nossa verdadeira natureza e soubermos viver em harmonia com as leis naturais, a sensação de bem-estar, de entusiasmo pela vida e a abundância material surgirão facilmente”.

Em 1999, a revista Time incluía-o na sua lista das 100 personalidades do século, chamando-lhe “poeta e profeta das medicinas alternativas.

Por isso ele é recomendado com frequência."


Autora:
Léa Cristina Ximenes
Facilitadora/Consultora Metafísica
E-mail: ximenes.andrade@gmail.com
Skype: lea.seraphisbey
Fone: (13) 3477 9813


Fonte:
http://anjodeluz.ning.com/

Música:
Somewhere over the rainbow

Se você gostou, indique para os seus amigos e... Volte Sempre!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...