quinta-feira, 6 de março de 2014

Se eu pudesse viver minha vida de novo


Se eu pudesse viver minha vida de novo eu gostaria de fazer mais erros da próxima vez.

Relaxaria. Ia me espreguiçar. Eu seria mais tola do que tenho sido nesta jornada.

Levaria poucas coisas a sério. Ia me arriscar mais.

Subiria mais montanhas e nadaria em mais rios.

Eu comeria mais sorvete e menos feijão.

Provavelmente eu teria mais problemas reais, mas teria menos problemas imaginários.

Veja, eu sou uma daquelas pessoas que vivem de forma sensível e sensata hora após hora, dia após dia.

Oh, eu tive meus momentos, e se eu pudesse fazer tudo de novo, eu teria mais.

Na verdade, eu tentaria ter nada mais.

Só momentos, um após o outro, em vez de viver tantos anos à frente de cada dia.

Fui uma dessas pessoas que nunca vai a lugar algum sem levar um termômetro, uma bolsa de água quente, uma capa de chuva e um para-quedas.

Se pudesse fazer de novo, eu levaria bem menos.

Se eu tivesse que viver minha vida de novo, começaria com os pés descalços no início da primavera e ficaria assim até o finzinho do outono.

Iria a mais bailes.

Andaria mais no carrossel.

Colheria mais margaridas.

- Nadine Stair,
85 anos,
Louisville, Kentucky


Ram Dass

IF I HAD MY LIFE TO LIVE OVER

Texto extraído do livro 
"Journey of Awekening: A meditator's Guidebook
(A Jornada do Despertar: Um Guia para o Meditador)

Tradução:
Marcelo M. Gonçalves

fonte:
Ajude o blog com sua doação! Clique no botão abaixo para doar qualquer quantia.




LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...