terça-feira, 18 de março de 2014

Serviço e Perdão



"Sofres constantes vicissitudes e suspiras por melhorar." – inicia Emmanuel.

A vida nos traz expectativas e decepções.

Sabe aquele amigo tão querido? Mostrou agora as mãos cheias de pedras, virou a cara e ainda deixou nosso peito em chamas, lembra disso? Mas continuemos agindo como se nada tivesse ocorrido, retribuindo tudo, cada pequena coisa, com nossa bondade de sempre.

E o trabalho? Parece que TUDO de ruim vem cair em cima da gente! Até o trabalho dos outros é jogado em nossos ombros, certo?

Mas continuemos trabalhando como se já fossem deveres nossos desde o início, mostrando-nos honrados por ter a confiança do grupo ou da empresa que nos acolhe.

E aquelas palavras nossas que foram torcidas e mal interpretadas?

Atacado por várias pessoas. Pinçaram trechos do nosso discurso que produziam sentidos adversos, lembra? Ironia de uns, má fé de outros...

Mas sigamos em frente, sem dar atenção para a maldade. Aqueles que nos conhecem de verdade, de coração, saberão ver nossa boa intenção em cada frase. E, mesmo eles, não guardam obrigação de saber da extensão de nossos bons pensamentos a cada passo de nossa jornada.


E a atividade que nos é retirada arbitrariamente, depois de cuidada com tanto carinho? Desrespeito puro, enxovalhando nosso nome e torturando nossa alma.

O segredo é pensar que tudo estava planejado desse jeito mesmo, que tudo é uma grande provação para que alcancemos nosso novo degrau em direção à perfeição.

Ninguém está livre de um passado cheio de defeitos e prejuízos.

"Alimentá-los ao preço de inquietação e revide seria perpetuar o desequilíbrio e a aflição." – observa Emmanuel.

Para solucionar os problemas da vida, precisamos servir e perdoar incondicionalmente.


Diz Emmanuel: "No mundo moral, não existe oposição que resista indefinidamente à força do exemplo."

E se o desânimo bate nossa porta, observa o exemplo do nosso corpo físico.

Para servir de carro do Espírito por uma vida inteira, ele mesmo se coloca em estado de permanente serviço para nossos afazeres e perdão para nossos excessos e faltas.

"... regime incessante de serviço e perdão para melhorar".
(Emmanuel)

* Referência:
Capítulos do Livro Justiça Divina - Chico Xavier/Emmanuel (FEB).

Objetivo:
Estudo de questões do livro O Céu e o Inferno (CI) de Allan Kardec, capítulo 31 - Melhorar, 1a Parte - Cap. VII – Item 14.

fonte:
http://www.espiritbook.com.br/

Ajude o blog com sua doação! Clique no botão abaixo para doar qualquer quantia.




LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...