sábado, 19 de maio de 2012

8 dos caminhos mais originais do Mundo



Existem milhares de caminhos ao redor do globo conhecidos por seu ambiente natural e vistas deslumbrantes, mas não há muitos caminhos que sejam únicos. Muitas pessoas do mundo todo vêm a estes lugares para apreciar esses caminhos belos e únicos. Desfrute de um passeio com a gente, através dos mais bonitos e originais caminhos  de todo o mundo.

1. Wisteria Tunnel, Japão

Wisteria (conhecido como Fuji, no Japão) é uma antiga videira japonesa. Em meados de abril estas plantas começam a florescer. O efeito é impressionante. O suave colorido pendente varia em tons de rosa claro, roxos, amarelos, e vermelhos. Estes jardins extravagantes são de tirar o fôlego e inspiradores.

Este caminho de flores deslumbrantes é conhecido como o Túnel Wisteria, situado no Jardim Fuji Kawachi (cidade de Kitakyushu). É um túnel de 80 metros de comprimento com flores Fuji brancas; a variedade da flor amarela Kingusari precisa de mais alguns anos para formar o túnel.

2. Caminho de Lagos Plitvice, Croácia (Plitvice Lakes Paths)

O Parque Nacional dos Lagos Plitvice, que foi incluído na lista de Patrimônio Mundial da UNESCO desde 1979, é amplamente conhecido por seus dezesseis lagos e quedas d'água. Com o objetivo de aproximar os visitantes do ecossistema florestal  e promover os valores naturais do parque, duas trilhas de recreação educativa foram abertas: a "Plitvica" com 9 km de comprimento e a "Corkova Uvala", de 21 km de comprimento.

Os caminhos são marcados por placas com mensagens sobre a caminhada e setas que devem ser seguidas pelas regras do Parque. Com a ajuda de guias locais e cartazes de informação colocados ao longo dos dois caminhos, é oferecido ao visitante a possibilidade de conhecer a riqueza da diversidade biológica do Parque Nacional.

3. Caminho de Bambu, Japão (Bamboo Path)

O Bosque de Bambu Sagano está localizado na área de Arashiyama Sagano, em Kyoto (cerca de 25 minutos do centro de Kyoto). É um caminho através do coração de uma bela floresta. As cercas ao lado dos caminhos também são feitas de talos caídos de galhos de bambu, comumente usado em toda parte no Japão.

Os percursos que atravessam os bosques de bambu são excelentes para fazer uma boa caminhada ou passeio de bicicleta. Os bosques são especialmente atraente quando há um vento leve e os altos talos de bambu  balançam suavemente para trás e para frente. Este é um local recomendado para fotos e descanso, longe das multidões de turistas.

4. Túnel do Amor, Ucrânia (Tunnel of Love)

Um dos túneis mais bonitos do mundo pode ser encontrado perto da cidade de Klevan na Ucrânia - O Túnel do Amor. Na verdade, é um túnel ferroviário de árvores. É a principal atração na área e também um dos lugares mais bonitos na Ucrânia.

Durante os meses quentes do ano, as árvores plantadas uma ao lado da outra formam um fictício túnel verde ao longo do trecho de um quilômetro da ferrovia. Poucas pessoas parecem saber sobre o túnel, ou já ouviram falar dele, tornando-o um segredo bem guardado.

5. Escadaria Ha'ikū, Havaí (Ha'ikū Stairs)

A Escadaria Haiku é uma trilha íngreme na ilha de Oahu, Havaí. Esta escada de 3.922 degraus é uma atração do lugar e leva ao cume da serra Koolau. A escada sobe 850 m em um penhasco quase vertical a partir da base de Haiku Valley até o cume do Puu Keahi a Kahoe.

A subida é tão íngreme que às vezes os degraus desaparecem atrás do alpinista nas nuvens que cobrem os picos afiados. É por isso que alguns chamam as escadas Haiku de "Stairway to Heaven" (Escada para o Céu). A caminhada é extremamente popular porque é de fácil acesso, e uma aventura emocionante para aqueles que não sofrem com o medo das alturas.

6. Caminho Santorini, Grécia (Santorini Path)

Em 1715, os habitantes da ilha construíram um caminho rudimentar na encosta da enorme montanha para que pudessem chegar até o cume. Em pouco tempo, os burros foram usados para ajudar a transportar carga e passageiros dos navios para a cidade e vice versa. Em 1930, a passarela foi melhorada e mais burros foram usados para ajudar na subida e descida. Finalmente, em 1979, um teleférico foi instalado para automatizar o processo - mas o passeio mais divertido ainda é o de burros.

A passarela em ziguezague do mar até a cidade é pavimentada em pedra e. por causa das muitas voltas, a distância de uma ponta a outra é de 1300 metros. Existem 657 degraus de 10 cm de altura na passarela, e este escada natural proporciona um exercício muito bom em um dia ensolarado.

7. Grande Muralha, China (Great Wall Path)

A Grande Muralha da China já não se estende mais ao longo de seu comprimento inicial de 6,700 km) datado da época da dinastia Ming - cerca de 30% já quase desapareceram. Mas os trechos restantes - alguns com acesso de um dia de viagem de Pequim - mostram aos caminhantes diferentes estados de preservação, desde a superdesenvolvida parte em Badaling com o seu museu, lojas e banheiros, até os trechos mais selvagemente dilapidados, degradados e sem nenhuma facilidade.

Um dos caminhos mais autênticos em cima dessa parede serpentina vai de Jinshanling para Simatai, uma caminhada de cinco horas ao longo de muros quase abandonados, incrustados com atalaias lendárias e torres. Serpenteando por picos ondulantes, o percurso muitas vezes exige sacrifício, às vezes de quatro, para subir e descer degraus de pedras altas desgastadas e em torno de buracos. Mas as vistas deslumbrantes sobre as montanhas, principalmente florestas, vales verdejantes e muros parecendo cobras, faz o esforço valer a pena cada passo.

8. As Sebes Escuras, Reino Unido (The Dark Hedges)

Esta avenida de faias (árvore do tipo Fagus) é conhecida localmente como "as sebes escuras" e acredita-se que tenham cerca de 300 anos de idade. Existem mais de 100 árvores de faia ladeando a estrada Bregagh, próximo da aldeia de Stranocum, no Condado de Antrim, Irlanda do Norte. Elas formam um arco ao longo do caminho e tem havido preocupação de que algumas das árvores possam constituir um risco para os usuários da estrada por causa da sua condição.

É uma cena muito fotografada e é um local popular para fotógrafos na Irlanda do Norte e visitantes internacionais. Tem sido destaque no livro "Fotógrafo do Ano das Paisagens do Reino Unido" em cada um dos 4 primeiros anos. Lamentavelmente, a característica do sítio já foi estragada pela recente construção de uma cerca verde brilhante dentro da linha das árvores.

fonte:
Ajude o blog com sua doação! Clique no botão abaixo para doar qualquer quantia.













LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...