sexta-feira, 1 de maio de 2015

Colabora



Se a compreensão já se te fez luz nos recessos da alma, reflete nos problemas da fome espiritual.

Não existiria a delinquência na Terra, em tamanha extensão, não fosse a carência de recursos na sustentação da alma.

Indaguemos dos companheiros internados em sanatórios e instituições outras de trabalho reeducativo, para tratamento das alterações psicológicas de que são portadores, se teriam caso soubessem quanto lhes custaria a recuperação.

Conheces as estatísticas referentes às áreas do Planeta ameaçadas pela falta de pão.

Medita nas multidões, em todos os setores da experiência terrestre, que clamam por esclarecimento e consolo, segurança e tranquilidade.

Fotografas a presença de certas enfermidades no corpo através da radiografia.

A biópsia fornece exata notícia do câncer.

Quem fará a identificação do desânimo no caráter juvenil ou da tempestade de lágrimas que arrasa um coração materno?

Sai de ti mesmo e ampara aos que esmorecem de inanição na vida íntima.

A fome do estômago grita e agride.

A fome do coração, no entanto, é anestesiada pelas sombras da ignorância, quando as sombras da ignorância acerca de Deus e da imortalidade alcançam as forças do sentimento.

Tolera, serve, eleva e abençoa.

Para auxiliar na extinção das trevas de espírito, ninguém te pede espetáculos de grandeza.

Basta te disponhas a estender essa ou aquela migalha de amor num raio de luz.

Meimei
do livro: “Amizade
Francisco Cândido Xavier







LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...